Make your own free website on Tripod.com


O Jogo:

O objetivo central do basquetebol é fazer cesta no
time adversário, ou seja, fazer com que a bola passe por
dentro do cesto adversário. Você pode fazê-lo de várias
maneiras como arremessando a bola (jogando a bola
com as mãos), enterrando (forçando a passagem da
bola, com as mão, pelo cesto) ou tapeando (dar um tapa
na bola fazendo-a cair no cesto). Mas sempre lembrando
que deve-se respeitar as regras.

O jogo começa no circulo central quando, o árbitro,
joga a bola ao alto fazendo a disputa de salto entre as
equipes. O jogo, atualmente, corre em 4 períodos de 10
minutos cada. O cronômetro desse tempo deve parar a
cada saída de bola ou parada do jogo (quando a bola
estiver morta). O árbitro deve sinalizar a mesa a parada
do cronômetro.

A equipe só pode começar um jogo se os padrões do mesmo forem
cumpridos. São eles:

1.Ter no mínimo 8 jogadores aptos a jogar (5 em quadra e 3 no banco.) e
no máximo 12 jogadores aptos a jogar.
2.Deve ter um técnico, e se o time preferir um assistente de técnico.
3.Deve também possuir um capitão do time.
4.Deve ter um uniforme com uma cor predominante e uma segunda cor.


As Faltas (Contato Físico):

No basquetebol, todo e qualquer contato físico que influencie na jogada,
sendo de ataque ou defesa, é falta. Geralmente da defesa, mas também há de
ataque.

Toda a vez que o defensor toca no atacante é falta mas a falta é dada
apenas se o toque for relevante em relação ao jogo ou se for agressiva. Para
um marcador não fazer falta ele deve ficar com uma certa distância do atacante
para prever sua jogada e deve também manter seus braços ou erguidos ou
abaixados.  Ou seja se estou atacando e correndo em linha reta e bato no braço (que no caso está
para o lado) de um defensor, isso é falta a meu favor.

Um jogador também não pode empurrar, abraçar, cotovelar, segurar ou
soquear o atacante, sendo que estes também não podem ser feitos para o
defensor.

Para todos estes tipos de faltas existe uma penalidade. Em caso de uma
falta convencional, ou seja, um simples contato físico durante o jogo; o arbitro
sinaliza a falta, o cronômetro é interrompido e é dada uma reposição de bola
de fora da quadra. Simplificando: É dado um lateral ao time que sofreu a falta.
Mas isso é apenas durante o jogo normal, durante uma troca de passes,
infiltração ou um movimento qualquer. Agora, se a falta ocorrer durante um ato
de arremesso, ai então é dada uma bonificação: Lances Livres. Se o jogador
tomar a falta durante o ato de arremesso e converter a cesta (a bola precisa ter
saído das mão do jogador antes do apito soar), então valem os pontos e é
dado um(1) lance livre de bonificação; Se tomar a falta mas não converter a
cesta, aí é dado dois(2) lances livres; e se o arremesso for para três pontos e
não convertidos, é dado aí três(3) lances livres.

Mas nem todas as faltas são feitas pela defesa. As falta também podem ser
de ataque - como dito antes. O jogador em posição ofensiva não pode forçar
sua passagem (provavelmente em direção a cesta) sobre o corpo do
adversário. Por exemplo, eu estou lhe marcando e você tenta passar reto por
cima de mim usa a força do corpo. Isso é uma falta de ataque, e quando ocorre
é dada uma reposição de bola pela lateral para o time adversário.

E como sempre, toda a regra tem uma exceção. Existem também as faltas
antidesportivas. São aquelas falta mais graves, que vão contra o espírito
esportivo do jogo como por exemplo, dar um soco no adversário, jogar a bola
de propósito com força sobre um jogador, pegar a bola e chutá-la com força ...
esse tipo de coisas. Nestes casos a penalidade é diferente: É dado dois
lances livres mais um lateral de ataque para o time que sofreu a falta.

Após 5 faltas pessoais, o jogador que as cometeu deverá ser substituído e
não poderá voltar a jogar naquele jogo. Após 4 faltas coletivas (em cada
período) todas as seguintes serão convertidas em dois lances livres.

Regras de Drible:

Essa é uma regra um pouco complicada. A caminhada. A regra diz que você
pode dar 2 tempos de passos, mas há algumas regras para esta regra. Em
primeiro lugar, antes de picar a bola, ou seja, quando você recebe um passe de
bola, não se pode dar nenhum passo. Deve-se picar, passar ou arremessar a
bola. Digamos que depois de picar você pare a bola com as mãos, agora você
não pode mais picar. Você está com os dois pés no chão; pode estabelecer-se
um pé de apoio, ou seja, se você fixar um dos dois pés você poderá mover
livremente o outro. Digamos agora que você fixa o outro pé e tira do chão o
antigo apoio, VOCÊ JÁ USOU DOIS PÉS PARA APOIO, e se você encostar o
outro no chão terá usado três apoios, o que não é permitido !!! Isso é caminhar.
Se o arbitro apitar a caminhada, será dada uma reposição de fora da quadra
(lateral) para o oponente.

Mas o esquema dos passos não é a única restrição. Você também não
pode: picar a bola, pegá-la com as mão e picá-la novamente; Não pode picar a
bola com ambas as mão juntas; Não pode apoiar a bola por baixo, ou seja,
conduzir a bola levando a mão sob a bola. Todos estes aspectos são
considerados drible ilegal e tem a mesma penalidade da caminhada.

Regras de Tempo em Quadra:
Falando sobre tempo, você não pode:

1.No 1º,2º e 3º período pode 1 tempo de 1 min. no 4º período, 2 tempos
de 1 min.
2.Os intervalos entre cada período são de 2 minutos, mas entre o 2º e 3º
há um intervalo de 15 minutos.
3.Não é permitido ficar dentro do garrafão por mais de 3 segundos com ou
sem posse de bola.
4.Não é permitido ficar (com a bola) mais de 8 segundos na zona (lado da
quadra) de defesa.
5.Após os 8 segundos mencionados acima, você tem 24 segundos para
arremessar a bola (zona de ataque).
6.Quando há um marcador a menos de 1m de distância do atacante, o
mesmo, não pode segurar a bola por mais de 5 segundos.
Essa são as regras básicas para se jogar uma "pelada" de basquetebol, para
saber mais dê o DOWNLOAD nas regras oficiais da CBB (Confederação
Brasileiras de Basquetebol) aprovadas pela FIBA.